Em festa de 85 anos, AAAPB resgata a história da Escola Paulista de Medicina

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em comemoração aos 85 anos de fundação da Escola Paulista de Medicina (EPM), a Associação Atlética Acadêmica Pereira Barreto (AAAPB) aproveita a oportunidade para reunir neste domingo, 10 de junho, seus atuais alunos com ex-alunos de diferentes gerações que fizeram parte da instituição em festa idealizada e financiada pelos ex-alunos Abel, Jacob e Ramiro.

A aproximação dos alunos de diferentes gerações faz parte de uma iniciativa tomada em 2015, quando foi criado o Departamento de Ex-Alunos e desde então alunos de diversas épocas passaram a trocar informações e histórias, além de uma contribuição financeira anual para melhorias nas instalações visando resgatar e manter a história esportiva da entidade.

“A ideia é aproximar os ex-alunos, então tem alguns eventos ao longo do ano que a gente promove em parceria com outras coisas. O Departamento está ajudando na festa que acontece agora no dia 10”, explica a presidente da Atlética, Daniela Chiloff, aluna do 3º ano de Medicina na Escola Paulista de Medicina, na Vila Clementino, em São Paulo.

Flâmula com o mascote Nicodemus
Foto: Arquivo

“A Unifesp paga conta de água, luz, gás, mas a gente também tem outros gastos, fazer reformas, obras é uma coisa muito cara e o departamento de ex-alunos vem para ajudar. Eles já ajudaram com a realização de algumas reformas, na quadra de tênis, teto das quadras poliesportivas”, completa Chiloff, que compete nas equipes de handebol e vôlei.

Em sua estrutura, a entidade conta com duas quadras poliesportivas, quadra de tênis, piscina, sala de musculação, sala de ginástica, sala de convivência, sala de troféus e também restaurante, tudo sob a responsabilidade dos alunos.

A AAAPB tem como sua principal competição anualmente a Intermed, competição na qual o time da Escola Paulista de Medicina são os “Índios” e tem como principal rival o time do Hospital das Clínicas, os “Porcos”. A competição reúne 19 faculdades de medicina no estado de São Paulo, sendo que oito competem na Pré-Intermed, uma espécie de segunda divisão, enquanto as que se mantém com os melhores resultados jogam a Intermed, a divisão principal.

A rivalidade com os alunos do HC surgiu justamente da fundação da Escola Paulista de Medicina, como explica o médico Michel Tsuge, que foi diretor da AAAPB que se reaproximou da Atlética pelo recém-criado Departamento de Ex-alunos.

“Escola Paulista de Medicina foi um grupo de rebeldes do HC, médicos e professores que se rebelaram e montaram a faculdade de medicina aqui, que virou a Escola Paulista de Medicina, inicialmente uma faculdade privada, mas que depois de alguns anos acabou federalizando. Por isso temos uma rivalidade saudável com o pessoal da Doutor Arnaldo e a maior parte da manifestação disso é nos jogos, nos esportes”, explica Tsuge.

Seleção brasileira campeã mundial de 1963 com Luiz Claudio Menon. Foto: CBB

Dona de 14 títulos da Intermed, a AAAPB também tem um histórico vitorioso fora das competições estudantis. Pois foi da Escola Paulista que saíram dois nomes importantes do esporte brasileiro: o ex-jogador de basquete Luiz Cláudio Menon, campeão mundial com a seleção brasileira em 1963, e Gérson de Souza, atleta que disputou a prova dos 400 m rasos nos Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984 e Seul-1988, quando foi semifinalista.

A EPM tem atualmente atletas que competem nas seguintes modalidades: atletismo, basquete, beisebol, futebol, futsal, handebol, judô, natação, tênis, tênis de mesa, vôlei e xadrez. A equipe da Paulista de Medicina tem o mascote Nicodemus em seu símbolo.

Mas as atividades da Atlética não se resumem ao esporte. Os alunos também organizam eventos sociais e extensão, fazem ações como aferir pressão em troca de alimentos em supermercados, recepção de calouros com doação de sangue e workshops para apresentar a Escola a interessados em estudar na entidade.

“A gente não tem trote, o que fazemos para os calouros é uma recepção, com o sangue de calouro – na qual os calouros fazem doação de sangue -, tem o trote solidário com apresentações para instituições que nos visitam, tem um dia que vem a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), já chegou a vir a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), é bem legal a nossa semana de recepção aqui”, explica a presidente da Atlética, cujo mandato termina em setembro.

Foto: Arquivo

A iniciativa dos alunos da Escola Paulista de Medicina busca coisas que são cada vez mais importantes para a sociedade brasileira: União e respeito de diferentes gerações, além da preservação da história, neste caso, uma rica história de 85 anos.

Anúncios

Autor: Rubens Lisboa

Jornalista. Repórter com passagens pelas redações de Diário Lance! (2007-2009) e UOL Esporte (2009-2011), assessoria de imprensa na Confederação Brasileira de Tênis (2012-2017). Freelancer para o Yahoo Esportes em 2017 e atualmente no UOL Esporte. Músico (não-praticante) nas horas vagas. Fã de várias vertentes de música, especialmente Rock e Heavy Metal. Um colecionador de covers, tributos, versões alteradas e plágios descarados no mundo da música.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.