Alemanha na Copa e o drama argentino persiste

Nem Messi evitou empate na Bombonera. Crédito: FIFA

Vive um drama a Argentina. Um empate sem gols em plena Bombonera contra o Peru deixa o time de Lionel Messi e cia com a corda no pescoço e correndo um risco enorme de não ir à Copa do Mundo da Rússia.

O craque do Barcelona, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, tentou, chamou a responsabilidade, deu assistências e nenhuma delas acabou convertida em gol. No final, uma cobrança de falta na barreira e ainda teve tempo de ver o goleiro Romero evitar o gol peruano em falta bem cobrada por Paolo Guerrero, atacante do Flamengo.

Angel Di Maria sumiu em campo e o conjunto em campo mostrou que a equipe comandada por Jorge Sampaoli não é lá grande coisa. O treinador ainda queimou uma substituição com Gago, que não estava em suas melhores condições e caiu em campo com menos de 5 minutos depois de adentrá-lo.

Bennedetto, atacante do Boca Juniors, perdeu algumas chances claras de gol e fez o nome do goleiro peruano Gallese. Mauro Icardi e Paulo Dybala, destaques no futebol italiano atual, não saíram do banco.

Agora o time argentino vai ao Equador tentar a vitória na altitude de Quito e, em caso de fracasso, só poderá acompanhar o Mundial da Rússia pela TV. O retrospecto recente é péssimo, quatro jogos seguidos sem vencer, segundo pior ataque da competição, com sete empates em 17 jogos e uma pressão enorme.

O Peru encara na rodada final a a Colômbia em Lima e vai à Copa com uma vitória e até com empate, desde que Paraguai, e Argentina tropecem.


Ospina ajuda e o Paraguai renasce

Paraguaios viraram nos acréscimos. Crédito: FIFA

Na úmida Barranquilla, a Colômbia vencia o Paraguai por 1 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo e estava a poucos minutos de confirmar a vaga na Copa do Mundo. Mas os paraguaios conseguiram uma vitória incrível em 4 minutos, com duas falhas do goleiro colombiano Ospina, aos 44 e aos 47, para manter vivo o time comandado por Arce, ex-lateral de Grêmio e Palmeiras.

Os paraguaios vão para a última rodada encarando a Venezuela em casa e podem garantir até a classificação direta contando com tropeços de Argentina e Chile, que jogam fora, na rodada final.


Chile segue na briga após susto

Vidal garantiu vitória chilena. Crédito: FIFA

Os chilenos vinham de duas derrotas consecutivas e conseguiram abrir o placar com boa jogada do ex-palmeirense Valdivia, finalizada pelo ex-gremista Eduardo Vargas.

Ibarra igualou para o Equador aos 37 do segundo tempo, lembrando que os equatorianos precisavam da virada para não darem adeus ao Mundial. O susto durou pouco e Alexis Sanchez garantiu a vitória do Chile após uma roubada de bola atenta de Arturo Vidal.

Agora o Chile terá um duro confronto com o Brasil, que já está classificado há rodadas, no Allianz Parque, e não pode perder sob risco de ficar fora.


Uruguai e Brasil deram sono

Brasil parou no goleiro Lampe. Crédito: FIFA

Já classificado e contra uma Bolívia eliminada, na altitude de La Paz, o Brasil de Tite não fez um jogo empolgante, mas teve chances de vencer que esbarraram em boa atuação do goleiro Lampe.

O Uruguai foi à Venezuela e também não saiu do 0 a 0 com a equipe da casa, resultado que nem de longe foi ruim aos uruguaios. Agora eles recebem a Bolívia em casa na última rodada para confirmarem a vaga, enquanto Chile, Peru, Colômbia, Argentina e Paraguai se matam pelas demais vagas.

A rodada final das eliminatórias será muito interessante e completamente imprevisível. Aliás, recomendo esta reportagem publicada na ESPN contando como as Eliminatórias Sul-Americanas são as mais difíceis do mundo.


Alemanha e Inglaterra carimbam vaga

Alemanha mantém 100% de aproveitamento. Crédito: FIFA

No primeiro dia de Eliminatórias Europeias na rodada, a atuam campeã Alemanha confirmou sua classificação com a vitória por 3 a 1 diante da Irlanda do Norte, que disputará a repescagem.

Já a Inglaterra conseguiu um gol nos acréscimos do segundo tempo com Harry Kane e confirmou a primeira colocação na vitória por 1 a 0 sobre a Eslovênia. O Grupo F terá na rodada final uma disputa emocionante pela vaga na repescagem, com Escócia, Eslováquia e Eslovênia na briga. Em vantagem, os escoceses jogam fora de casa com os eslovenos, enquanto a Eslováquia recebe Malta.

A Polônia venceu um set de tênis contra a Armênia, com 6 a 1, e assim vai para a última rodada precisando de um empate contra Montenegro. Enquanto isso, a Dinamarca, que bateu os montenegrinos por 1 a 0 nesta quinta, recebe a Romênia tentando a vitória e contando com uma derrota polonesa para ir direto à Copa do Mundo.


Sírios comemoram empate. Crédito: FIFA

Pênalti salva Síria na repescagem

Depois de sair atrás no placar jogando como mandante na Malásia, já que não pode receber seus jogos em casa devido à guerra civil, a Síria arrancou um empate no final com a Austrália em 1 a 1 e a disputa segue aberta. Na próxima terça-feira, os australianos é que jogam em casa e se classificam com um empate sem gols. Lembrando que o vencedor deste confronto ainda terá de esperar a definição da Concacaf para nova disputa em novembro em busca da Copa.

Anúncios

Autor: rubenslisboa

Jornalista. Ex-repórter de Lance!, UOL Esporte, e Confederação Brasileira de Tênis. Músico (não-praticante) nas horas vagas. Fã de várias vertentes de música, especialmente Rock e Heavy Metal. Um colecionador de covers, tributos, versões alteradas e plágios descarados no mundo da música.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.