Novo técnico do Sport, Luxemburgo acumula títulos estaduais e demissões na última década

Um dos técnicos mais vencedores do futebol brasileiro, Vanderlei Luxemburgo foi anunciado na noite desta segunda-feira para comandar o Sport até o fim da temporada 2017. Depois de quase dois anos afastado, ele tenta mudar o histórico dos últimos dez anos, marcado por títulos estaduais, brigas contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro e problemas de relacionamento com elenco e dirigentes.

Responsável pela montagem de times campeões nas décadas de 90 e 2000 – quando conquistou cinco títulos brasileiros por Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro e Santos, além de uma Copa do Brasil pelo Cruzeiro, e uma Copa América com a Seleção Brasileira, além da passagem pelo comando do poderoso Real Madrid, Luxa só conseguiu a partir de 2006 fazer times campeões em campeonatos estaduais: Paulista (2006 e 2007, pelo Santos, e 2008, Palmeiras), Mineiro (2010, Atlético-MG) e Carioca (2011, Flamengo).

Ele foi campeão paulista e ficou com o vice-campeonato brasileiro pelo Santos em 2007, mas desde então oscila entre campanhas que levaram times a brigar por vagas na Libertadores ou contra o rebaixamento, além de bater de frente com estrelas de seus elencos, perdendo a queda de braço na maioria das vezes.

No Palmeiras de 2008/09, conquistou um título paulista e depois entrou na dividida no caso Keirrison, que custou sua demissão numa temporada na qual o clube paulista chegaria a brigar pelo título até a última rodada. Em seguida, na volta ao Santos (2009), teimava em deixar no banco Neymar, a quem chegou a definir como ‘filé de borboleta’. O desempenho ruim no Brasileiro custou mais uma demissão no fim daquele ano.

Pelo Atlético-MG, Luxemburgo conquistou um título estadual em 2010, mas novamente não conseguiu chegar até o fim da temporada e foi demitido do clube em setembro, com o Galo na zona de rebaixamento. Após sua saída, o time conseguiu evitar a queda e terminou em 13º.

Após a saída de Belo Horizonte, Luxa fechou com o Flamengo em 2010 para tentar evitar o rebaixamento para a Série B e teve êxito, ficando em 14º, logo abaixo do seu ex-clube. E foi no Rubro-Negro, contando com Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves no time, que ele conseguiu mais um título, o Estadual de 2011 e uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, com a classificação para a Pré-Libertadores ao terminar em quarto lugar e, pela primeira vez desde 2008, concluiu uma temporada por um único clube.

Mas veio 2012 e já no início da temporada o treinador carioca voltou a ter desentendimentos, desta vez com Ronaldinho Gaúcho e membros da diretoria, causando assim sua demissão da Gávea. Saindo do Rio, foi direto ao Grêmio, onde assinou por dois anos.

No Olímpico, Luxemburgo voltou a fazer uma boa campanha no Brasileirão e levou o Tricolor Gaúcho ao terceiro lugar, garantindo a classificação para a Libertadores. Mas a queda nas oitavas de final da competição sul-americana, em 2013, diante do Independiente Santa Fé, da Colômbia, acabou seguida de mais uma demissão.

Ele voltou ao Rio de Janeiro já em julho de 2013 para assumir o Fluminense, time que teria a defender o título brasileiro. Mas em vez de lutar por um novo título, precisou lutar contra o rebaixamento. O clube caiu em campo, mas naquele episódio que ficou marcado pelas punições a Flamengo e Portuguesa por escalações irregulares, acabou se safando no STJD.

gilvanflamengo
Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo

Luxa retornou ao Flamengo em julho de 2014 para evitar o rebaixamento e teve êxito, encerrando o Brasileirão em 10º. Começou o nacional do ano seguinte com uma campanha abaixo do esperado e acumulou mais uma demissão.

Seguiu para o Cruzeiro, onde tinha no currículo a tríplice coroa de 2003, mas durou pouco no comando do clube mineiro, caindo ao acumular seis partidas sem vitória em agosto de 2015. Ele deixou o clube com dez derrotas em 19 jogos realizados.

Depois de uma curta e mal sucedida experiência no futebol chinês, Luxemburgo está de volta ao Brasil para comandar o Sport, o primeiro time do Nordeste que ele dirige. Tem em seu elenco jogadores como Diego Souza, André, Rogério, Osvaldo, Leandro Pereira, Rithely, Samuel Xavier, Mena, Durval, Neris, Matheus Ferraz e o goleiro Magrão.

“É uma grande oportunidade. Minha primeira vez no Nordeste, um grande momento profissional. Vou levar o meu conhecimento a um grande clube”, declarou Luxemburgo ao site de seu novo clube, antes de prometer lutar pelo bicampeonato nacional.

“Vou trabalhar visando uma conquista de um Brasileiro. Assisti a alguns jogos do Sport, que tem jogadores experientes e que mescla com jovens”, concluiu.

Anúncios

Autor: Rubens Lisboa

Jornalista. Repórter com passagens pelas redações de Diário Lance! (2007-2009) e UOL Esporte (2009-2011), assessoria de imprensa na Confederação Brasileira de Tênis (2012-2017). Freelancer para o Yahoo Esportes em 2017 e atualmente no UOL Esporte. Músico (não-praticante) nas horas vagas. Fã de várias vertentes de música, especialmente Rock e Heavy Metal. Um colecionador de covers, tributos, versões alteradas e plágios descarados no mundo da música.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.