Celebração, ausências e incertezas em Roland Garros 2017

Crédito: FFT

Com um efeméride emblemático para os brasileiros, Roland Garros inicia neste domingo, a partir das 11h locais (6h de Brasília) mais uma edição contando com algumas marcas, além de presenças e ausências notáveis, que só trazem mais incertezas neste ano.

Entre as marcas, a principal para os brasileiros é a da comemoração dos 20 anos do primeiro título de Gustavo Kuerten em Paris, em 1997. Guga será bastante festejado pelas duas décadas da incrível conquista, uma delas foi disponibilizada na sexta-feira pela Federação Francesa de Tênis, com um documentário bem emocionante, embora com algumas ausências de figuras que fizeram parte da conquista, como o técnico Larri Passos e a assessora de imprensa Diana Gabanyi. Confira o vídeo abaixo:

 

Também na sexta-feira foram definidas as chaves principais de simples, a masculina tendo Andy Murray, Novak Djokovic, Stan Wawrinka e Rafael Nadal como os quatro principais cabeças de chave, sendo que Djokovic aparece pela primeira vez ao lado do americano Andre Agassi, agora técnico, depois de ter dispensado a equipe toda. Murray, que nunca é muito “normal”, vive um momento inconstante, o sorteio das chaves sorriu para Wawrinka, que já conquistou o torneio há dois anos, enquanto Nadal voltou a apresentar um bom nível de tênis no saibro e não tem como deixar de ser favorito no momento.

rafanadal
Rafael Nadal busca o 10º título Crédito: FFT

Outros nomes que chegam podendo buscar a taça são os do austríaco Dominic Thiem, dono de uma temporada bastante eficiente no saibro, além do novato alemão Alexander Zverev, primeiro nascido nos anos 90 a vencer um Masters 1000 na última semana em Roma. A ausência é o veterano Roger Federer, que começou bem a temporada, mas decidiu não sujar as meias no saibro depois de ter levado o Australian Open e os Masters de Indian Wells e Miami.

Thiem estreia já neste domingo contra o australiano Bernard Tomic, um jogador considerado chato (em todos os sentidos), que busca quebrar o ritmo e a paciência dos adversários. Pelo que fez no ano, o austríaco dificilmente será surpreendido.

rogeriogeneva
Rogerinho amparado por Wawrinka após lesionar o tornozelo em Genebra Crédito: Geneva Open ATP

Ainda sobre a chave masculina, este ano o Grand Slam parisiense tem três tenistas brasileiros em ação, com Thomaz Bellucci, Rogerio Dutra Silva e Thiago Monteiro. Bellucci teve alguns momentos bons no ano, como a semana em Houston, onde foi vice-campeão, Rogerinho vive talvez a melhor fase da carreira aos 33 anos, tanto em termos de ranking, quanto de resultados, mas abandonou a segunda rodada de Genebra contra Wawrinka (campeão do torneio) depois de cair em quadra e sentir uma lesão no tornozelo. Monteiro está na busca por se firmar no top 100 e os últimos resultados não foram bons, o que pode mudar com uma boa estreia em Paris.

O primeiro brasileiro a estrear é Thomaz Bellucci, que encara o sérvio Dusan Lajovic no último jogo da quadra 17. O sérvio é número 78 do mundo, não faz uma temporada excepcional, ainda menos no saibro, onde acumulou na Europa derrotas para o húngaro Attila Balasz (272º), no quali de Budapeste, para o novato americano Reilly Opelka (166º) no Challenger de Aix en Provence, na França, além de parar diante do jovem francês Benjamin Bonzi (então 306º), nas quartas de final do Challenger de Bordeaux, seu torneio mais recente.

Bellucci vem de vitórias maiores, além de jogos perdidos depois de ter larga vantagem, sempre um perigo quando lembramos que serão jogados cinco sets. Mas o favoritismo da partida é total do brasileiro.

azarenkakids
Victoria Azarenka presente apenas no Kids Day em Roland Garros 2017    Crédito: Corinne Dubreuil/FFT

Pela chave feminina, esta edição é de ausências. Serena Williams está grávida, Victoria Azarenka virou mãe e ainda não voltou a jogar, Maria Sharapova teve negado convite até para o qualifying depois de encerrar a suspensão por doping. Outras jogadoras como Garbiñe Muguruza e Simona Halep tiveram problemas físicos antes de Roland Garros, mas estão confirmadas no torneio e surgem entre as favoritas.

A cabeça de chave 1 é a alemã Angelique Kerber, número 1 do mundo, que vem numa fase lazarenta e não está cotada entre as favoritas. A cabeça de chave 2 é Karolina Pliskova, que não é lá uma especialista no saibro, tendo caído para Anastasija Sevastova na segunda rodada de Madri e Elina Svitolina nas quartas em Roma. Halep é a cabeça 3 e, se estiver bem fisicamente pode brigar pelo título em Paris, tem uma chave boa para isso. Quarta cabeça de chave, Muguruza estreia contra a campeã de 2010, a italiana Francesca Schiavone, e pode ir bem se também estiver 100% recuperada.

Mas o mais legal neste Roland Garros é ver a tcheca Petra Kvitova de volta depois de ela ter ficado afastada vítima de um assalto no qual foi esfaqueada. É ela que terá a honra de abrir a programação da Philippe Chatrier contra a americana Julia Boserup.

BiaQuali
Bia Haddad Maia furou o quali em Paris Crédito: Corinne Dubreuil/FFT

Para os brasileiros, outro destaque é a presença da paulista Beatriz Haddad Maia, a Bia, que furou o qualifying de um Grand Slam pela primeira vez na carreira e se torna apenas a 11ª tenista do Brasil a jogar a chave de simples de Roland Garros na Era Aberta (desde 1968) – enquanto no masculino foram 31 no período. Ela estreia na chave principal segunda-feira contra a russa Elena Vesnina, número 15 do mundo, que é experiente mas acumula quatro derrotas consecutivas na gira de saibro, as duas mais recentes para jogadoras que vieram do qualifying.

Kerber joga logo em seguida contra a russa Ekaterina Makarova. Outro jogo de destaque é a estreia da russa Svetlana Kuznetsova, campeã em 2009 e vice em 2006, que encara a americana Christina McHale. A inesgotável Venus Williams é mais uma que estreia neste domingo contra a chinesa Qiang Wang buscando uma boa campanha, sendo que desde 2007 não alcança as quartas de final.

Cabeça 6, Dominika Cibulkova não vem de bons jogos na gira de saibro e estreia também neste domingo contra a espanhola Lara Arruabarrena.

Os jogos de Roland Garros serão transmitidos ao vivo pelo Bandsports, única emissora que detém os direitos de transmissão do torneio no Brasil. Além da TV, os jogos também podem ser vistos pela internet no site http://www.bandsports.com.br. Para quem gosta de sofrer, tem ainda o app oficial e o site oficial de Roland Garros com o placar ao vivo.

Clique aqui para conferir a programação deste domingo.

Abaixo as chaves completas:

Masculina

2017_MS_draw-page-0012017_MS_draw-page-002

Feminina

2017_WS_draw-page-0012017_WS_draw-page-002

Anúncios

Autor: Rubens Lisboa

Jornalista. Repórter com passagens pelas redações de Diário Lance! (2007-2009) e UOL Esporte (2009-2011), assessoria de imprensa na Confederação Brasileira de Tênis (2012-2017). Freelancer para o Yahoo Esportes em 2017 e atualmente no UOL Esporte. Músico (não-praticante) nas horas vagas. Fã de várias vertentes de música, especialmente Rock e Heavy Metal. Um colecionador de covers, tributos, versões alteradas e plágios descarados no mundo da música.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.